Início » Blog » Maternidade e Diabetes: o importante papel da mãe nessa realidade

Maternidade e Diabetes: o importante papel da mãe nessa realidade

Das mães que cuidam de filhos com diabetes a gestantes que convivem com a condição, o importante papel da mãe nessa realidade

Das mães que cuidam de filhos com diabetes a gestantes que convivem com a condição, o importante papel da mãe nessa realidade

 

Neste artigo falamos sobre Maternidade e Diabetes: o importante papel da mãe nessa realidade.

Assim como acontece com qualquer doença crônica de saúde, o diabetes não impacta só a vida da pessoa com diabetes mas, também, todos à sua volta.

Uma rede de apoio é essencial para o tratamento ser bem-sucedido, ajudando emocionalmente e oferecendo suporte prático no cotidiano.

Neste Mês das Mães, aproveitamos para lembrar (e louvar) o CUIDADO que elas dedicam às pessoas com diabetes — em especial, crianças e adolescentes.

As mães (e os cuidadores, em geral) de pessoas com diabetes se tornam agentes da educação em diabetes.

Isso torna possível à pessoa com diabetes alcançar autonomia e tomar decisões adequadas, com base em conhecimento (e também muito carinho e AMOR).

 

Dicas para quem cuida de uma pessoa com diabetes:

  • Ajude a promover uma alimentação saudável;
  • Estimule a prática de atividade física;
  • Ofereça apoio emocional;
  • Lembre (ou ajude) a pessoa de fazer a administração correta dos medicamentos;
  • Incentive a frequência nas consultas médicas e nutricionais.

 

Mas é importante lembrar, também, das mães com diabetes (tipo 1 e tipo 2) que engravidam — e, ainda, do diabetes gestacional.

O diabetes não é um impedimento para a gravidez. Porém, a mulher precisa adotar uma série de cuidados específicos para evitar complicações.

Uma meta-análise de estudos publicados entre 2010 e 2020 revelou informações valiosas para o “Atlas de Diabetes” das regiões pesquisadas pela IDF (Federação Internacional de Diabetes), mostrando que a incidência de diabetes pré-existente em gestantes dobrou no período de 1990 a 2020.

Isso acende um sinal de alerta.

 

Riscos e cuidados para mulheres com diabetes tipo 1 que engravidam

Mulheres com diabetes tipo 1 que engravidam enfrentam alguns riscos adicionais devido à condição.

O diabetes tipo 1 (DM1) é uma doença autoimune em que o pâncreas não produz insulina para regular os níveis de açúcar no sangue. Assim, durante a gravidez, os níveis de açúcar no sangue podem ser mais difíceis de se controlar — o que pode levar a complicações para a mãe e o bebê.

Algumas precauções importantes para mulheres com diabetes tipo 1 que engravidam incluem:

– Monitorar regularmente os níveis de açúcar no sangue e ajustar a medicação conforme necessário;

– Seguir uma dieta equilibrada e controlada em carboidratos;

– Manter um peso saudável antes e durante a gravidez;

– Realizar exercícios físicos adequados com a aprovação do médico;

– Fazer visitas regulares ao médico para acompanhamento adequado.

É essencial que as mulheres com diabetes tipo 1 sejam cuidadosamente monitoradas durante a gravidez para evitar complicações e garantir uma gestação saudável.

 

Riscos e cuidados para mulheres com diabetes tipo 2 que engravidam

Mulheres com diabetes tipo 2 (DM2) que engravidam também enfrentam desafios específicos durante a gestação.

O diabetes tipo 2 é uma doença em que o corpo não produz insulina suficiente ou não utiliza a insulina produzida de maneira eficiente, resultando em níveis elevados de açúcar no sangue. Durante a gravidez, esses níveis podem se tornar ainda mais difíceis de se controlar, o que pode afetar a saúde da mãe e do bebê.

Algumas precauções importantes para mulheres com diabetes tipo 2 que engravidam incluem:

– Controlar rigorosamente os níveis de açúcar no sangue, por meio de medicação e ajustes na dieta;

– Seguir uma alimentação saudável e equilibrada, com foco em alimentos de baixo índice glicêmico;

– Manter um peso adequado antes e durante a gravidez;

– Realizar exercícios físicos regularmente, de acordo com a orientação médica;

– Fazer consultas frequentes ao médico para monitorar a saúde da mãe e do bebê.

O acompanhamento médico próximo é fundamental para garantir um bom controle do diabetes tipo 2 durante a gestação e prevenir complicações.

 

Diabetes gestacional: o que é e como afeta as gestantes

O diabetes gestacional (DMG) é um tipo de diabetes que ocorre durante a gravidez e, geralmente, desaparece após o parto. Ele afeta cerca de 7% das gestantes e ocorre devido à resistência à insulina ou à incapacidade do corpo de produzir insulina suficiente durante a gravidez.

Algumas características do diabetes gestacional incluem:

– Aumento dos níveis de açúcar no sangue durante a gravidez;

– Maior risco de complicações durante a gestação e o parto;

– Possibilidade de desenvolver diabetes tipo 2 no futuro.

 

Em face disso, mulheres com diabetes gestacional precisam adotar alguns cuidados para garantir uma gravidez saudável, como:

– Monitorar os níveis de açúcar no sangue regularmente;

– Seguir uma dieta equilibrada e controlada em relação a carboidratos;

– Manter um peso adequado;

– Realizar exercícios físicos leves ou moderados, com orientação médica;

– Fazer consultas regulares ao médico para acompanhamento.

 

Assim como nas demais condição, com um bom controle e acompanhamento adequado, a maioria das mulheres com diabetes gestacional consegue ter uma gestação saudável e dar à luz a um bebê saudável.

Neste artigo falamos sobre… Maternidade e Diabetes: o importante papel da mãe nessa realidade.

 

Jornada de Cuidados

A Proxima criou uma JORNADA DE CUIDADOS para cuidar do seu diabetes desde o diagnóstico.

Para saber mais, acesse www.proximadx.com/solucoes/.

 

IMPORTANTE: As informações aqui disponibilizadas não substituem a consulta com um profissional de saúde habilitado.

 

Fontes: Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), Ministério da Saúde, Biblioteca Virtual em Saúde/Ministério da Saúde, UOL e estudo “Atualizações sobre a influência da obesidade no surgimento do diabetes gestacional e suas complicações para mãe e para concepto” (DOI: http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v11i17.38952)

 

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

Receba com exclusividade os nossos conteúdos, direto no seu e-mail.

Compartilhe esse conteúdo:

WhatsApp
LinkedIn
Facebook
Email

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

Receba com exclusividade os nossos conteúdos, direto no seu e-mail.